Fim da matrícula antecipada não encerra inscrição escolar

Quem perdeu o prazo não corre risco de ficar sem vaga, mas de ir para uma escola mais longe de casa

30 de setembro de 2008 | 17h38

A Secretaria de Estado da Educação de São Paulo e as 645 cidades paulistas encerraram nesta segunda-feira, 29, o processo de matrícula antecipada  para o ensino fundamental (1ª a 8ª série). Mas quem perdeu o prazo não precisa se preocupar: basta procurar qualquer escola e pedir a inscrição.   Cerca de 425 mil crianças já garantiram vaga, de acordo com balanço prévio da secretaria. Quem procurar as escolas a partir desta terça-feira, 30, não entrará no grupo dos já inscritos - por isso os alunos poderão ficar em escolas mais longe de casa, por exemplo. A secretaria afirma que nenhuma criança corre o risco de ficar sem escola em São Paulo.   No processo de matrícula, os pais ou responsáveis de crianças que estão fora da rede pública de ensino devem se dirigir a qualquer escola pública estadual ou municipal, do ensino fundamental ou médio, para inscrever os alunos. Aqueles que já estão em rede pública têm matrícula automática.   A matrícula é válida para qualquer criança ou adolescente a partir de 6 anos, que cursa o ensino infantil ou que está fora das redes estaduais e municipais. A partir dos 15 anos, os interessados podem se inscrever na Educação de Jovens e Adultos (EJA) voltada ao ensino fundamental.   Para que as informações sejam precisas é aconselhável a apresentação de certidão de nascimento ou RG do aluno e comprovante de endereço.

Tudo o que sabemos sobre:
são pauloensino fundamental

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.