Filosofia e sociologia voltam a ser obrigatórias

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou na sexta-feira a obrigatoriedade das disciplinas de filosofia e sociologia no ensino médio de escolas públicas e particulares. O parecer segue para homologação do ministro da Educação. As redes terão até um ano depois da publicação da resolução para ainda fixar medidas da inclusão de filosofia e sociologia no currículo. Durante a reunião do conselho, tomou posse o novo secretário executivo, professor Benício Viero Schmidt. Doutor em ciência política pela Universidade de Stanford (EUA), com pós-doutorado em sociologia do desenvolvimento pela Universidade de Paris, Schmidt vinha exercendo a função de coordenador geral de Cooperação Internacional da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação.Dezessete redes estaduais de ensino e várias escolas particulares já incluíram as duas matérias no currículo antes mesmo que da decisão sobre a obrigatoriedade das disciplinas.

Agencia Estado,

08 de julho de 2006 | 17h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.