Fies chegará a 100% da mensalidade e à pós-graduação

Recursos para mestrado e doutorado serão liberados após atendimento à demanda da graduação

21 de novembro de 2007 | 16h24

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a lei que altera o Programa de Financiamento Estudantil (Fies) e permite que o financiamento da mensalidade de ensino superior seja de 100%, não mais de 50% como era até este ano. Além disso, alunos de pós-graduação também poderão ser beneficiados pelo financiamento, desde que estejam inscritos em cursos considerados de boa qualidade pela Capes.    Lula aumenta em 20% valor das bolsas de mestrado e doutorado   A lei estipula que os prazos de financiamento dos programas de mestrado e de doutorado serão os mesmos estabelecidos na concessão das bolsas concedidas pela Capes, e permite que o MEC conceda, "excepcionalmente", bolsa de mestrado edoutorado aos estudantes de melhor desempenho, concluintes de cursos de graduação, que tenham sido beneficiados com o Fies.   A lei sancionada, publicada na edição desta quarta-feira, 21, do Diário Oficial da União, afirma que, mesmo com a extensão do Fies à pós-graduação, os estudantes de graduação ainda terão preferência nas verbas do programa.   O presidente vetou, ainda, dois artigos da lei: o que reduzia os juros pagos pelos alunos e o que permitia quitar o financiamento com dinheiro do FGTS.

Tudo o que sabemos sobre:
fiesbolsasmecpós-graduação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.