FGV cria disciplinas flexíveis na especialização

A Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EDESP) transformou seus programas de especialização em cursos modulares para permitir que os alunos façam disciplinas não previstas em seu currículo-base. Segundo a instituição, trata-se de mais uma medida para aprofundar o caráter interdisciplinar dos cursos que compõem o chamado GVlaw.Ao todo, são 11 cursos com duração de dois anos, que certificam os profissionais em áreas específicas do Direito. São eles: Direito Administrativo, Direito Constitucional ? Teoria e Prática, Direito Contratual, Direito da Economia e da Empresa, Direito Econômico, Direito Penal Econômico, Direito Societário, Direito Tributário, Previdência Privada, Propriedade Intelectual e Responsabilidade Civil.As inscrições vão até 27 de fevereiro. Mais informações pelo site www.edesp.edu.br.

Agencia Estado,

17 de fevereiro de 2004 | 17h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.