Festival internacional de vídeo universitário recebe inscrições até dia 30

Universidade Metodista sedia 5ª edição evento, que pela primeira vez acontece no Brasil

Estadão.edu,

24 Julho 2012 | 21h02

Quem tem interesse em exibir seu vídeo em um evento internacional sem sair do País tem pouco tempo para se inscrever no U.Frame - Festival Internacional de Vídeo Universitário, que chega ao Brasil nos dias 25, 26 e 27 de outubro no câmpus da Universidade Metodista São Bernardo. O credenciamento de trabalhos deve ser feito pelo site www.uframe.org até a próxima segunda-feira, 30.

Este é o primeiro ano da Metodista na rede de instituições que organizam o festival, junto com as universidades do Porto, de Portugal; da Coruña, da Espanha; e do Texas, dos Estados Unidos. Também é a estreia do evento fora da Europa. A expectativa é de que pelo menos 120 vídeos sejam inscritos na 5º edição do festival, 50% a mais que na última edição.

De acordo com Paulo Rogério Tarsitano, diretor da Faculdade de Comunicação da Universidade Metodista de São Paulo, deve ocorrer uma mudança em relação aos países de origem dos estudantes. Nas edições anteriores, a maioria dos vídeos era de jovens europeus, mas com a vinda do festival para a América Latina, é provável que cresça a participação de alunos de países como Argentina e Uruguai, que têm tradição audiovisual, no entanto não participavam do festival. Em 2011, 10 países tinham representantes na disputa, cinco deles europeus e apenas o Brasil na América do Sul.

"É uma oportunidade para os nossos estudantes se darem conta e constatarem que o que eles fazem aqui é de qualidade igual e até superior ao que fazem em grandes centros. É uma troca de experiências muito grande, mas vai além, é uma grande ingestão de ânimo e restauração da autoestima", diz Tarsitano.

A recém-formada em Audiovisual pelo Centro Universitário Senac Sarah Trevisan é uma das que já estão inscritas para o festival, na categoria ficção. Ela credenciou "Você já cortou seu cabelo com maquininha?", vídeo no qual atuou como montadora e finalizadora no trabalho de conclusão de curso, junto com os colegas Gabriel Leite, Ielric Chevallier, Ligia Konishi e Marilia Hanashiro.

"Todo festival e exibição pública é uma grande oportunidade para nós, realizadores, de sentir quais são os pontos positivos e negativos do filme. O que temos acompanhado de perto é a sensação de que o aprendizado do trabalho de conclusão de curso ainda continua e nos influencia diretamente. A reação do público é o que nos motiva a aperfeiçoar cada área, direção, produção, fotografia...", disse.

Festival. Podem participar estudantes universitários e alunos formados há, no máximo, um ano em cursos de cinema, audiovisual, televisão, produção e mídias digitais e outros da área da comunicação de todo o mundo. Os prêmios variam de € 2 mil (cerca de R$ 4900), para o vídeo que for eleito o melhor do festival, a € 500 (cerca de R$ 1230), para os vencedores em cada uma das outras quatro categorias.

Os cinco vídeos pré-selecionados para cada categoria serão divulgados no dia 16 de agosto e apresentados para um júri, composto por representantes das universidades organizadoras e por profissionais de cinema e audiovisual brasileiros.

Além da apresentação dos videos finalistas de cada categoria, o U.Frame também vai ter outros programas, como palestras, mostras e debates sobre os destinos do audiovisual, para os quais também é preciso se inscrever até o dia 30.

 

Mais conteúdo sobre:
festival vídeos universitários

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.