Felicidade foi o tema da redação da Unesp

Segundo professores, as questões não trouxeram surpresa; a lista de aprovados sai em 29 de janeiro

Paulo Saldaña, O Estado de S. Paulo

22 Dezembro 2009 | 09h41

"Felicidade, entre o ter e o ser." Esse foi o tema da redação que vestibulandos tiveram de desenvolver ontem, último dia da segunda fase do vestibular da Unesp. Ele foi considerado de dificuldade média a fácil por professores consultados pelo Estado, assim como as questões de linguagens e seus códigos (português, literatura, inglês, educação física e artes). "O aluno deveria mostrar que a virtude estaria no equilíbrio", explica Nelson Dutra, professor do Objetivo. Apesar de a Unesp estrear neste ano um novo modelo de processo seletivo, as questões não trouxeram surpresa, segundo os professores. "A prova foi no padrão da Unesp, com perguntas que já orientavam a resposta", diz o professor de português do Etapa Heric José Palos. O supervisor de Literatura do Anglo, Dácio Antonio de Castro, aprovou o exame, mas fez uma ressalva. "Pena que não houve diálogo entre literatura e artes plásticas."   A Unesp criou a expectativa ao dividir a prova por áreas, não por disciplinas. A partir deste ano, o vestibular passou a ter duas fases, com teste de conhecimentos gerais na primeira etapa e itens dissertativos de todas as disciplinas na segunda. Para o professor de inglês Alahkin de Barros Filho, do Etapa, a prova avaliou bem o aluno. "Escolheram um assunto atual, o caso Jean Charles, com perguntas pontuais."   Anteontem, os alunos fizeram a prova de ciências da natureza, humanas e matemática. Dos 27.278 convocados para a segunda fase, 8,9% não compareceram. A lista de aprovados sai em 29 de janeiro.

Mais conteúdo sobre:
pontoedu unesp vestibular redação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.