Faculdades terão 2 anos para fazer auto-avaliação

Instituições de ensino superior terão prazo de até dois anos, contados a partir de 1.º de setembro, para apresentar ao Ministério da Educação os resultados da auto-avaliação que integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), o substituto do Provão.As regras foram apresentadas na segunda-feira pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Eliezer Pacheco. Só depois de apresentados os resultados da auto-avaliação serão feitas as avaliações externas nas instituições.Pacheco, no entanto, nega que a aplicação do Sinaes deva ocorrer de forma lenta. "Temos uma média de 26 instituições que diariamente são analisadas pelo Inep." Pelos seus cálculos, em três anos terão sido submetidos à avaliação completa pelo Sinaes 56 áreas de conhecimento.Avaliação externaNa avaliação externa, instituições e os cursos devem receber uma pontuação, referente a cada conceito específico e uma nota geral. Os resultados devem variar numa escala de 1 a 5. A nota 3 indicará o mínimo exigido para que cursos sejam criados, reconhecidos e renovados e para que instituições sejam credenciadas ou recredenciadas.As diretrizes do Sinaes serão dadas pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), integrada por representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) e técnicos do ministério.Avaliação de alunosPacheco confirmou que o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) será aplicado no dia 28 de novembro deste ano. Segundo ele, a data obedece o cronograma regulamentado pelo Sinaes, publicado pelo Diário Oficial da União na segunda-feira."O cronograma prevê que a avaliação seja realizada no máximo até a primeira quinzena dedezembro", explicou ele à Agência Brasil. O Enade substitui o antigo Provão quanto à avaliação direta do desempenho dos estudantes.Nos três primeiros anos do Enade, o objetivo é atingir as 52 áreas de conhecimento existentes nas universidades brasileiras. Na primeira fase, 13 cursos serão avaliados: Agronomia, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Terapia Ocupa cional e Zootecnia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.