Faap substitui papel por meios digitais

Com o objetivo de reduzir em 80% o consumo de papel e cartucho de impressora das oito faculdades, do colégio e da administração, a Fundação Armando Álvares Penteado (Faap) pôs em prática um projeto de organização digital que deverá estar concluído até o fim do ano. Segundo seu gestor de Informação, Rafael Possik, deixarão de ser consumidas 15 toneladas de papel por ano, o que significa, do ponto de vista ambiental, deixar de cortar 300 árvores. "Financeiramente, representa economia de R$ 100 mil anuais", calcula. "A economia maior, porém, será com os cartuchos. Deixaremos de gastar R$ 50 mil por mês ou R$ 600 mil ano."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.