ARQUIVO PESSOAL
ARQUIVO PESSOAL

Executivos aproveitam férias para fazer curso compacto

Instituições de ensino oferecem aulas nos meses de julho e janeiro

Marcelo Burgos , ESPECIAL PARA O ESTADO 

16 Junho 2016 | 10h24

Em tempos de empregos parcos e recursos escassos nas empresas, os executivos muitas vezes não podem se dar ao luxo de cursar longos programas de pós-graduação, com duração de dois anos ou mais. Em momentos assim, instituições renomadas centram esforços em oferecer cursos de poucos dias, que servem para qualificações e necessidades específicas. 

Com os chamados cursos de férias, ganham os alunos, que se preparam em temas que compõem novos perfis profissionais, e ganham as empresas, cujos executivos podem jogar em mais posições ao mesmo tempo. “Os cursos de férias resolvem problemas imediatos das organizações. Nós oferecemos agora, por exemplo, o curso de compliance de dois dias, uma vez que a Operação Lava Jato inaugurou uma nova maneira de pensar qualquer negócio com órgãos públicos”, diz André Proença, da Fundação Dom Cabral.

Preencher lacunas com cursos rápidos tem sido uma estratégia usada por Danilo José de Almeida, contador da Usina Açucareira São Manoel. Pós- graduado em Controladoria e Contabilidade e em Governança, ele tem complementado sua formação com base em necessidades pontuais, fazendo cursos como o de Avaliação de Negócios, no Insper.

O coordenador da instituição, Rodrigo Amantea, diz que hoje tanto executivos empregados como os que buscam recolocação procuram esses cursos. “Esta é uma tendência de mercado. Os executivos precisam se qualificar e ninguém tem tempo para esperar.”

Marketing. São mais de cem os cursos de férias da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), em formatos que vão de uma noite a uma semana. “Hoje temos observado muitos executivos que nos procuram porque percebem que seus departamentos diminuem e eles começam a olhar para outras áreas ou para a concorrência”, diz o coordenador Victor Trujillo. 

Executivo da área de Marketing da Camil Alimentos, Renato de Oliveira Pimentel fez em janeiro um desses cursos da ESPM, de Trade Marketing. Segundo ele, além das ferramentas exploradas, há outro ganho nesse tipo de programa: o aumento da rede profissional. “Os contatos são sempre interessantes e as discussões em grupo, ricas. Há muita troca”, afirma.

Experiência. “Os cursos de férias também são muito procurados por profissionais mais sêniores, que não têm tempo de voltar aos bancos escolares com regularidade”, explica Adriano Mussa, diretor acadêmico do Saint Paul. 

Embora não se encaixe no perfil de cursos de férias, a FGV oferece dentro do Programa de Educação Continuada (PEC), módulos que podem ter de 12 a até 40 horas e abrangem uma gama de temas que passa por Administração Geral e Estratégia, Comunicação, Marketing e Vendas, Economia, Finanças, Controladoria e Tributação. De acordo com João Carlos Douat, coordenador do PEC, a demanda por cursos de longa duração diminuiu com a crise. 

Beatriz Gomes, analista de Planejamento Administrativo da Mercedes-Benz, frequentou o PEC por quatro meses, às segundas-feiras para se especializar em Gerenciamento de Projetos. “Eu queria entender mais de projetos para o meu dia a dia, mas não precisava da profundidade de uma pós”, conta Beatriz, que diz ter usado as ferramentas aprendidas imediatamente em um evento comemorativo de aniversário da sua empresa. 

SERVIÇO

Fundação Dom Cabral

Curso: Compliance

Duração: 16 horas

Início das aulas: 26/8

Custo: R$ 3.500

Sites: http://www.fdc.org.br/

Insper

Curso: Avaliação de Empresas

Duração: 24 horas 

Início das aulas: 18/7

Custo: R$ 6.435

Site: www.insper.edu.br/educacao-executiva

PEC/FGV

Curso: Gerenciamento de Projetos

Duração: 60 horas

Início das aulas: 15/8

Custo: R$ 4.656 

Site: pec.fgv.br/cursos/gerenciamento-de-projetos

Saint Paul

Curso: Formação para o Mercado Financeiro

Duração: 88 horas

Início das aulas: 4/7

Custo: R$ 6.999 

Site: www.saintpaul.com.br/SM

ESPM

Curso: Trade Marketing

Duração: 12 horas

Início das aulas: 25/7

Custo: R$ 1.180

Site: www.espm.br/ferias

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.