Europa estuda criar rival para o MIT

A Áustria usará seu período na Presidência da União Européia para promover a idéia da criação de um centro de estudos europeu para rivalizar com o Massachusetts Institute of Technology (MIT), a fim de deter a fuga de cérebros para os Estados Unidos. O plano provavelmente será discutido pelos líderes da União durante uma cúpula econômica marcada para março, em Bruxelas.Líderes europeus preocupam-se com o fato de que a excelência acadêmica e de pesquisa científica no continente segue bem atrás da americana, ao mesmo tempo em que países como China e Índia fazem progressos rápidos. O ranking anual das universidades do mundo, feito pelo suplemento de educação do Times de Londres põe sete instituições americanas entre as 10 primeiras, com Harvard e o MIT no topo da lista. Os europeus acreditam que o talento científico está muito diluído entre os 25 países da União, e que é preciso haver cooperação entre as nações do bloco para criar centros especializados onde estudantes, professores e pesquisadores de grande potencial possam se concentrar.A Comissão Européia, órgão executivo da UE, prepara uma proposta de criação de um Instituto Europeu de Tecnologia, que será apresentada em fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.