Estudantes têm opiniões diferentes sobre o Enem; veja gabarito

Para alguns prova estava fácil, já outros acharam questões complicadas; exame teve recorde de inscritos

Daniele Carvalho e Brás Henrique, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2008 | 17h26

Com meio ambiente e desmatamento como tema na redação, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi realizado neste domingo, 31, em todo o Brasil. Neste ano, mais de quatro milhões de jovens se inscreveram para fazer a prova, em sua maioria mulheres - um recorde. Além da redação, o exame era formado por 63 questões de múltipla escolha.   Veja também: Confira o gabarito das provas    No Rio, o mau tempo não conseguiu tirar a motivação dos estudantes. No maior centro de provas da capital, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), houve tolerância de 20 minutos para o fechamento dos portões. Na avaliação de candidatos ouvidos pelo Estado a prova foi fácil, sem grandes surpresas, especialmente nas disciplinas de português e matemática.   O estudante Luiz Paulo do Amaral Matos, de 18 anos, elogiou a elaboração da prova, que trouxe "questões claras e bem formuladas". Segundo ele, que levou cerca de quatro horas para concluir o exame, seu desempenho ficou dentro do que ele imaginava. "Foi uma prova legal de fazer, nada chata", afirmou ele, que cursa o terceiro ano do nível médio da rede estadual e sonha ser matemático.   O sonho de uma bolsa de estudos em uma universidade particular foi um dos incentivos para o estudante Felipe Moura, de 17 anos, que quer cursar Arquitetura ou Engenharia. "A prova estava fácil. Acho que foi bom para avaliar como andam os meus conhecimentos. É uma preparação para o vestibular", disse ele.   Mas não só novatos compareceram ao Enem. Para Karina Liorne, de 21 anos, esta foi segunda prova, numa nova tentativa para conseguir uma bolsa de estudos em universidade particular no curso de odontologia. "Desta vez, as questões estavam mais fáceis que da primeira fez que fiz, em 2004", compara.   Já em Ribeirão Preto, a cerca de 300 quilômetros de São Paulo, alguns estudantes demonstraram despreparo para o exame.Renato Gabriel Rodrigues, de 18 anos, "acha" que foi bem, exceto em matemática. Há um ano não estuda, apesar de ter feito o segundo Enem, e pensa numa boa nota para cursar fisioterapia com bolsa.   Regiany Nunes, de 19 anos, considerou a prova "muito cansativa, com questões grandes de leitura". "Acho que não fui bem, vou estudar mais para a próxima", disse ela, que só está trabalhando. Ela pensa em cursar Cosmetologia e Estética. Raul de Carvalho La Rocca, de 17 anos, está no 3.º colegial e fez o Enem pela primeira vez, acreditando que teve bom desempenho. "No geral fui bem, na redação fui mais ou menos", comentou La Rocca, que ainda não definiu o que cursar no ensino superior.   Adalton Lair Ramos Gonçalves, de 28 anos, fez o Enem pela primeira neste domingo. Depois de cursar um ano de Jornalismo e desistir da profissão, agora ele quer conseguir uma boa nota para obter bolsa em curso de Nutrição numa universidade particular. Mas pouco estudou nos últimos oito anos.   Adriana Lemes da Silva, de 27 anos, é formada em biomedicina, mas quer mudar de ramo. Também nada estudou e quer obter uma boa avaliação para cursar Administração em breve. "Acho que será fácil, tranqüilo, pois é um teste daquilo que se aprende para a vida toda, não para esse momento apenas", disse Adriana, antes da prova.   Abinael Santos de Freitas, de 21 anos, fez o segundo Enem disposto a conseguir boa nota para ter uma bolsa. Ele faz curso preparatório para a Aeronáutica e também não estudou, e ainda nem definiu a profissão a seguir. Pensou em Medicina e Direito, mas sem certeza. Depois do Enem de 2006, poderia ter cursado faculdade em Maceió, mas morava distante, em São José da Tapera (AL), e isso inviabilizou suas pretensões. "Quero entrar numa faculdade sem pagar, senão fica difícil", comentou Freitas.

Tudo o que sabemos sobre:
Enemeducação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.