Estudantes protestam contra projeto do Ato Médico

Centenas de estudantes e profissionais da área de saúde fizeram, em frente ao Congresso Nacional, um protesto contra o Projeto de Lei 2502, conhecido como Projeto de Lei do Ato Médico, que tramita no Senado e garante exclusividade aos médicos em atividades de prevenção que envolvam diagnósticos ou indicações terapêuticas.O projeto, de autoria do ex-senador Geraldo Althoff (PFL-SC), define ato médico como todo procedimento técnico-profissional praticado por médico para prevenção, diagnóstico e cura.Entre os atos exclusivos para médicos habilitados estariam o diagnóstico de doenças e as indicações de conduta para o tratamento, exceto diagnósticos fisiológicos (funcionais) e psicológicos - compartilhados com outros profissionais da área de saúde, como os fisioterapeutas e os psicólogos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.