Estudantes protestam contra adiamento de prova do Saresp

Exame deveria ter sido realizado na semana passada, mas problemas logísticos impediram distribuição das provas

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

17 Novembro 2009 | 10h06

Cerca de 300 estudantes estão reunidos na região central de São Paulo na manhã desta terça-feira, 17, protestando contra o adiamento das provas do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp). O grupo está reunido na Praça Coronel Fernando Prestes, perto da Avenida Tiradentes. Segundo os estudantes, estão sendo esperados outros cerca de 200 alunos.   As provas começam nesta terça-feira para cerca de 2,4 milhões de alunos de escolas estaduais, municipais e particulares do Estado. O exame deveria ter sido realizado na semana passada, mas problemas logísticos impediram que as provas fossem encadernadas e distribuídas às escolas a tempo.   O Saresp vai até a quinta-feira para estudantes das 2ª, 4ª, 6ª e 8ª séries do ensino fundamental e 3ª série do ensino médio. A atual edição foi reformulada para aumentar a segurança e incluir um número maior de estudantes. Além das escolas estaduais, neste ano, 296 particulares devem fazer a prova. Outros 600 mil alunos de redes municipais de 535 cidades paulistas também participarão.   A mudança na data do Saresp fez o exame coincidir com a Prova São Paulo, que será realizada entre hoje e amanhã por 335 mil alunos da rede municipal de ensino.

Mais conteúdo sobre:
Saresp protesto adiamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.