Estudantes ocupam escola técnica em São Carlos, interior de SP

Manifestação mira as más condições do prédio e a falta de transparência no uso dos recursos; Centro lamenta protesto

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

23 Maio 2016 | 19h30

SOROCABA – Em protesto contra as más condições do prédio e a falta de transparência no uso dos recursos, estudantes ocuparam a Escola Técnica Estadual Paulino Botelho, em São Carlos, nesta segunda-feira, 23. Em cartazes, manifestantes pedem também a instalação da CPI da Merenda na Assembleia Legislativa de São Paulo. Os jovens fecharam os acessos e se instalaram nas salas de aulas, usando as redes sociais para pedir apoio à população. As aulas dos três períodos foram suspensas.

Em pauta encaminhada à direção, os alunos reclamam da falta de cobertura na quadra de esportes, falta de acessibilidade no prédio e equipamentos em mau estado. Eles relatam que parte do teto chegou a cair no ano passado. Pedem ainda maior transparência na discussão dos projetos da escola. À tarde, os estudantes fizeram um protesto em ao frente prédio ocupado.

Em nota, o Centro Paula Souza lamentou a ocupação e informou que a unidade oferece alimentação adequada e que as reivindicações referem-se a questões pontuais que já estão sendo analisadas. Segundo a instituição, a maioria dos ocupantes não está ligada à comunidade escolar, já que entre eles há estudantes de universidades, advogados e representantes sindicais.

Mais conteúdo sobre:
São CarlosCPI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.