Em Caraguatatuba, alunos ocupam escola contra reforma do ensino

As aulas na Escola Estadual Alcides de Castro Galvão, que tem cerca de 580 alunos do ensino médio, foram suspensas

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

18 Outubro 2016 | 20h03

SOROCABA - Cerca de 50 alunos ocuparam nesta terça-feira, 18, a Escola Estadual Alcides de Castro Galvão, no bairro Ipiranga, em Caraguatatuba, litoral norte do Estado de São Paulo. Eles protestam contra a proposta de reforma do ensino médio do governo federal. As aulas na unidade, que tem cerca de 580 alunos do ensino médio, foram suspensas. Nas redes sociais, os ocupantes informaram que passariam a noite no interior do prédio. 



Em postagem, o estudante Felipe Assis informou que professores e funcionários apoiaram a ocupação. Segundo ele, os estudantes estão pedindo ajuda como pães de forma e frios, sabão em pó e água sanitária e, ainda, cobertores e barracas de camping. "A ocupação está sendo feita de forma organizada e pacífica, não praticamos a destruição do patrimônio escolar", informou.

A Secretaria Estadual de Educação informou que a direção do estabelecimento fez um boletim de ocorrência sobre a ocupação e vai tomar medidas para que o ano letivo não seja prejudicado. É a quinta ocupação de escola contra a reforma em São Paulo - as outras aconteceram em São Paulo, Sorocaba (duas) e Campinas, mas as unidades já foram desocupadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.