Estudantes montam exposição para registrar as 'dores' da sociedade

Alunos de colégio franciscano produziram 165 fotografias

Estadão.edu

28 de maio de 2010 | 13h48

Alunos do 1º ano do ensino médio do Colégio Franciscano Nossa Senhora Aparecida montaram uma exposição fotográfica para registrar as diversas "dores" vivenciadas pela sociedade atual. Batizada de "A memória da dor dos outros", a mostra reuniu 165 trabalhos produzidos pelos próprios estudantes.

 

 

A exposição, realizada até o último dia 21, foi instalada no pátio da escola, na zona sul de São Paulo. O espaço recebeu o nome de "Museu da memória da dor".  A atividade integra o planejamento da disciplina Língua, Literatura e Sociedade.

 

 

A mostra foi o ponto final de um trabalho que durou cerca de três meses. Nesse período, os estudantes aprenderam conceitos sobre museu, memória, dor, arte e fotografia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.