Estudantes hostilizam Tarso em Fortaleza

O ministro da Educação, Tarso Genro, enfrentou manifestações de estudantes contrários à reforma universitária em dois eventos dos quais participou, nesta quinta-feira em Fortaleza. No Ginásio Paulo Sarasate, 22 PMs foram colocados na entrada e o ministro teve de entrar e sair pela porta dos fundos.No primeiro evento, realizado na Assembléia Legislativa, um grupo de 20 alunos da Universidade Federal do Ceará (UFC) gritou palavras de ordem tipo "Educação não é mercadoria. A nossa luta é todo dia" e ?Contra a reforma neoliberal estudante vai fazer greve geral". Tarso Genro chegou a ser chamado de "traidor".O mesmo grupo tentou entrar mais tarde no Ginásio Paulo Sarasate, onde o ministro participou solenidade que marcou a formatura de 136 mil alunos do Projeto Alfabetização é Cidadania, realizado pelo governo cearense em parceria com o Ministério da Educação. Policiais barraram os manifestantes.O coordenador do liceu localizado no bairro Messejana, João Fonteles, foi impedido de expor uma faixa em que pedia livros, merenda e piso salarial para os professores. "Isso é censura", protestou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.