Estudantes em greve ocupam reitoria da UFBA

Um grupo de cem estudantes da Universidade Federal da Bahia (UFBA) ocupou a reitoria da instituição, entrando inclusive na sala do reitor Naomar Almeida. Esta é a terceira vez em toda a história da UFBA que alunos invadem o local.Os estudantes estão em greve desde o dia 15 de julho e querem a garantia que terão reposição das aulas perdidas. Eles entendem que esta reivindicação não foi acatada em reunião recente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe).Os grevistas espalharam barracas de acampar pelasdependências do prédio. Eles decidiram entrar em greve depois que os professores fizeram uma paralisação anual por melhores salários e verbas para a UFBA.Os alunos pediram também mais segurança aos campi da instituição, a reabertura do restaurante universitário e anunciaram que estavam protestandocontra a reforma universitária proposta pelo governo federal.O reitor chegou a encaminhar algumas das reivindicações, inclusive apoiando uma delegação mista de estudantes e professores a Brasília para reivindicar mais verbas e protestar contra a reforma. Contudo, quando o Consepe não pode garantir a reposição das aulas dos dias parados, uma parte dos grevistas decidiu fazer a ocupação.Almeida se disse surpreso com a ação pois explicou estar negociando com os estudantes. Informou que o Consepe só pode discutir reposição de aulas quando a greve for encerrada e que enquanto a reitoria estiver ocupada está impossibilitado de encaminhar as reivindicações dos grevistas aos conselhos superiores da UFBA.

Agencia Estado,

04 de agosto de 2004 | 15h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.