Divulgação/UpesParaná
Divulgação/UpesParaná

Estudantes do PR ocupam 46 colégios contra reforma do ensino médio

Nesta sexta, alunos tomaram a maior escola do Estado; eles protestam contra Medida Provisória, editada por Temer, que altera currículo da etapa

Julio Cesar Lima, Especial para O Estado

07 Outubro 2016 | 18h54

CURITIBA - Os estudantes de ensino médio ocuparam na madrugada desta sexta-feira, 7, o Colégio Estadual do Paraná (CEP), o maior do Estado, com mais de cinco mil alunos matriculados. A ocupação é um protesto contra a reforma no ensino médio proposta pelo governo Michel Temer. Além dele, outros 45 colégios situados em 15 cidades, incluindo a capital, estão tomados por estudantes. 

As ocupações tiveram início na quarta-feira, 5. Em nota, a União Paranaense de Estudantes Secundaristas (UPES), disse que a reforma no ensino médio, por meio de medida provisória "é limitada e não nos representa". A UPES diz, ainda, que "a proposta tem sido veementemente refutada pelo movimento estudantil, que discorda do projeto autoritário que pretende eliminar o pensamento crítico das instituições de ensino". 

O governo estadual não se manifestou oficialmente sobre a manifestação dos estudantes. No início das ocupações, o governador Beto Richa (PSDB) disse que todos os estudantes deverão ser ouvidos. "Desde já, eu quero garantir que todas as disciplinas serão mantidas". 

Mais conteúdo sobre:
CURITIBA Michel Temer Beto Richa PSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.