Estudantes desocupam reitoria de universidade no Ceará

Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, estava ocupada havia quatro dias

Lauriberto Braga,

29 de outubro de 2007 | 21h15

Os 400 estudantes que ocupavam a Reitoria da Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, há quatro dias, resolveram na noite desta segunda-feira, 29, deixar o prédio. Eles tiveram aceito pelo reitor Icaro de Sousa Moreira nova discussão sobre a adesão da UFC ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação das Universidades Federais (Reuni). O reitor inicia na terça-feira um ciclo de debates sobre o Reuni, "levando em conta que essa é uma proposta para cinco anos e precisa, periodicamente, ser discutida pela comunidade universitária". Os debates se realizarão em todos os centros e faculdades de Fortaleza e dos campi do Interior do Estado, terminando com uma reunião do Conselho Universitário, em 17 de dezembro.   Atendendo a outra reivindicação dos estudantes, o reitor reapresentará ao Conselho Universitário a proposta de retirada da norma estatutária que fixa em 70%, 15% e 15% a proporcionalidade dos docentes, estudantes e servidores técnico-administrativos, respectivamente, na consulta para a escolha de reitor e vice-reitor. O reitor não vai punir os alunos invasores.

Tudo o que sabemos sobre:
UFCocupaçãouniversidades federais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.