Estudantes de SP pretendem aliar faculdade e emprego, aponta pesquisa

Levantamento com 270 mil alunos da rede estadual mostra que a maior parte deve estudar e trabalhar

Guilherme Soares Dias, especial para o Estado,

18 Novembro 2013 | 16h35

Dos 270 mil estudantes do 3º ano do ensino médio da rede estadual de São Paulo, 80% pretendem fazer faculdade após concluir o ciclo escolar, sendo que 69,1% devem conciliar o ensino superior com um emprego. Os dados fazem parte de pesquisa feita pela Secretaria da Educação do Estado para traçar o perfil dos alunos.

As carreiras preferidas entre os que já escolheram a profissão são Engenharia e Ciências Tecnológicas (21,3%), seguidas por Ciências Biológicas e Saúde (13,2%) e Ciências Humanas (11,3%). A pesquisa identificou ainda que a maioria dos estudantes paulistas (55,4%) do último ano escolar é menina, maior parcela dos ciclos escolares. Nos 7º e 9º anos do ensino fundamental, por exemplo, a proporção de meninos e meninas é equivalente.

Os estudantes, de acordo com a pesquisa, trabalham mais "para ser independente" (33,7%) do que "para ajudar os pais" (12,9%). Os dados foram compilados a partir de questionários respondidos pelos estudantes durante a última edição do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), em 2012. Neste ano, as provas que avaliam o sistema de ensino da rede estadual paulista ocorrem nos dias 26 e 27 de novembro.

Internet. O levantamento mostra ainda que o principal uso da internet pelos estudantes é para a realização de atividades escolares, opção assinalada por 90% dos pesquisados. A questão - de múltipla escolha em que mais de um quesito poderia ser assinado - identificou que o foco nos estudos supera a utilização da web para bater papo com os amigos (85% das escolas) e para jogos (52% das respostas).

Mais conteúdo sobre:
pesquisaengenhariaensino medio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.