Instagram/Reprodução
Instagram/Reprodução

Estudantes de Medicina baixam as calças para foto no ES e causam revolta

Em imagem, alunos também aparecem fazendo gesto com as mãos alusivo a genitálias femininas; universidade vai instaurar sindicância

Vinícius Rangel, Especial para o Estado

11 Abril 2017 | 12h05

VITÓRIA - Uma imagem de sete estudantes de Medicina da Universidade Vila Velha (UVV), no Espírito Santo, posando com o jaleco do curso, calças arreadas e fazendo gesto com as mãos em que remetem a uma genitália feminina causou indignação a quem viu a fotografia, publicada no Instagram. 

Após viralizar, a imagem foi bombardeada com comentários pedindo a punição dos universitários. O autor da foto foi um dos estudantes que também estava no local. 

Na página oficial da universidade no Facebook, alunos desabafaram sobre o caso.

"Pensem bem no nível da punição que dará a eles. Em respeito às pessoas que se sentiram ofendidas com isso e ao nome da universidade, que não demorou pouco para ser construído", escreveu a estudante Natalia Freitas Cesana.

Sindicância. Procurada, a universidade informou, em nota, que repudia a ação dos estudantes e que será instaurada uma comissão de sindicância para apuração dos fatos.

Já o Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES) informou a realização, nesta segunda-feira, 11, de uma reunião com a coordenação do curso de Medicina da instituição de ensino. Segundo o CRM-ES, ficou definido que a universidade aplicará punição compatível com o ocorrido.

Mais conteúdo sobre:
Espírito Santo Facebook Instagram

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.