Denise Eloy
Denise Eloy

Estudantes da USP grafitam muro da universidade

Ideia dos estudantes é promover a integração entre a comunidade universitária e a população do entorno

Marcela Bourroul Gonsalves, do estadão.com.br,

25 Novembro 2011 | 17h53

SÃO PAULO - Estudantes da USP, em conjunto com moradores do Jardim São Remo, realizaram na tarde desta sexta-feira, 25, uma intervenção artística no muro que separa a Cidade Universitária da comunidade. A iniciativa, segundo os articuladores, seria uma forma de promover a integração entre os dois lados e a apropriação do espaço público.

"Gostaríamos de aproveitar a recente e efervescente mobilização dos estudantes da USP, vista por boa parte da sociedade como alienada e isolada dentro dos nossos próprios muros, para apropriarmo-nos dessa fronteira que nos separa da comunidade exterior", afirmaram os estudantes em texto divulgado pelo Fórum de Extensão da USP, coletivo de alunos que organizou a intervenção.

O muro já foi motivo de diversas discussões dentro do câmpus. Isso porque alguns crimes na universidade teriam sido cometidos por moradores da São Remo, que têm acesso a ela através de um portão próximo ao Hospital Universitário. Ao mesmo tempo, diversas pessoas da comunidade trabalham na USP, recebem atendimento médico no HU e utilizam os ônibus municipais que circulam dentro da Cidade Universitária.

Mais conteúdo sobre:
USP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.