Estudantes convocam protestos contra Enem em 10 cidades

Alunos pedem a volta da correção das redações pelas universidades e transparência no cálculo das notas das provas objetivas

Estadão.edu

04 Janeiro 2012 | 15h25

SÃO PAULO - Estudantes de pelo menos dez cidades brasileiras protestam contra as falhas do Enem na tarde desta quarta-feira, 4. As manifestações, denominadas "Enem pro espaço", foram convocadas pelo Facebook e pedem a volta da correção das redações pelas universidades, o direito à revisão de provas e transparência nos critérios para calcular as notas do exame.

Em São Paulo, os alunos devem se concentrar no vão livre do Masp, na Avenida Paulista. Também haverá passeatas no Rio e em Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Curitiba, Porto Alegre, Rondônia, Piauí e Imperatriz, no Maranhão.

Os organizadores dos protestos dizem que os eventos serão "pacíficos" e contra "algumas diretrizes" do Enem. Eles escreveram na página do Facebook: "Amigos, mais uma vez fomos testemunhas do grande fiasco que é o ENEM, mesmo com sua proposta inteligente e inovadora, por causa de politicagem e incompetência de muitos mais uma vez ele apresentou falhas em sua realização: Vazamento de provas (de novo), desvios absurdos, não possibilidade de revisão de prova e redações corrigidas sem critério e erroneamente".

Mais conteúdo sobre:
Enem Enem 2011

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.