Estudantes boicotam prova do Enade

Aluno da UnB saiu com caderno de questões 15 minutos após início da prova

08 Novembro 2009 | 20h56

A prova do Enade aplicada ontem a estudantes ingressantes e concluintes de 28 cursos de graduação do País foi marcada por incidentes e confusões com o caderno de questões, pelo desinteresse dos selecionados para fazer a prova e por boicotes isolados de alunos. Confira as questões e os gabaritos preliminares: http://enade2009.inep.gov.br/ Um estudante da Universidade de Brasília saiu com o caderno de provas de dentro da escola apenas 15 minutos depois do início do exame – apesar de as regras determinarem que a saída com o caderno só poderia ocorrer após as 16 horas. "Ele simplesmente saiu com a prova na mão, entregou para a gente e foi embora", contou Jerônimo Calório Pinto, estudante de Comunicação Social e membro do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UnB. Os responsáveis pela organização da prova no Centro de Ensino Fundamental 07 de Brasília não sabem explicar o que houve e não reconhecem que a prova tenha saído daquele colégio. Segundo eles, as salas têm dois fiscais e um aplicado. No entanto, com a prova em mãos, estudantes ligados ao DCE decidiram boicotar quem estava no colégio, lendo as questões com um megafone. "Eu até vim disposto a fazer a prova, mas quando vi as questões achei ridículas", contou o estudante Marcos Vinícios Lacerda, que preferiu sair mais cedo da prova. Em São Paulo, nos portões da escola Zuleika de Barros Martins Ferreira, em Perdizes, a maior parte dos alunos do curso de Administração, das faculdades Unicsul, Sumaré, Unip e São Camilo, não estava levando a prova com seriedade. Alguns responderam o questionário, com perguntas dissertativas e de múltipla escolha, em apenas 30 minutos. A partir das 15h30, antes do prazo estipulado, outros estudantes saíram com o gabarito das provas. Na Escola Estadual Caetano de Campos, a desmotivação dos alunos em fazer o exame era geral. "Não vamos ganhar nada com isso", afirma Ana Flávia Montagnolli, de 18 anos, enquanto preenchia o questionário socioeconômico, sentada na calçada. A distância dos locais de prova foi o que mais incomodou os avaliados.

Mais conteúdo sobre:
pontoedu enade vestibular

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.