Estudante encontra insulina em planta

A mestranda da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), Cassiana Rocha de Azevedo, encontrou uma proteína que identificou como insulina, hormônio produzido pelo pâncreas que atua na captação de açúcares nas células animais, em uma planta conhecida como pata-de-vaca. Na cultura popular, o chá da pata-de-vaca é indicado para portadores de diabetes.Cassiana, que defendeu a tese esta semana, explicou que, ao testar a proteína em camundongos diabéticos, verificou que houve redução nos níveis de glicose no sangue dos animais. Segundo ela, o teste imunológico mostrou que a proteína - localizada nos cloroplastos da folha - reagia com um anticorpo anti-insulina humana, comprovando tratar-se realmente de uma proteína tipo insulina. No seu seqüenciamento (identificação da composição de aminoácidos da proteína), verificou-se ainda, semelhança com a insulina bovina."Um dos nossos objetivos era justamente saber se a eficiência dessas folhas no tratamento do diabetes estaria associada à presença de uma proteína como insulina - disse Cassiana. Agora, ela pretende estudar a eficiência dos chás, já que, em sua pesquisa, a insulina foi injetada (aplicação em veias) nos camundongos. Segundo ela, há outras pesquisas da Uenf buscando a função da insulina nas plantas.?Nos animais, a função da insulina é captar açúcares para as células. Mas será que nas plantas ela desempenha esse papel?:?, pergunta, lembrando que no mesmo grupo de pesquisas da Uenf já foi identificada insulina também em cana-de-açúcar, feijão comum, feijão-de-corda e feijão-de-porco. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.