BETO BARATA/AE
BETO BARATA/AE

Portal do ‘Estado’ traz conteúdo do Jornal da USP

A divulgação científica está entre os focos do site; parceria entre o jornal e a universidade ajuda a aproximar a instituição do leitor

Isabela Palhares, O Estado de S. Paulo

01 Fevereiro 2017 | 03h00

O Estado fechou parceria com o Jornal da USP e passa a divulgar nesta quarta-feira, 1º, no portal www.estadao.com.br a produção científica e cultural da Universidade de São Paulo, a mais importante instituição de ensino superior do País. O Jornal da USP é dedicado à divulgação de pesquisas científicas, atividades culturais, o dia a dia universitário e análise de especialistas sobre temas de interesse da sociedade.

Desde maio do ano passado, o Jornal da USP é totalmente online e produzido de segunda a sexta-feira. A publicação tem 32 anos. São cerca de 25 publicações diárias no site, com conteúdo multimídia, que agora estarão em todas as plataformas do Estado: redes sociais, site, newsletter e WhatsApp.

“É uma parceria muito importante porque aumenta o alcance de nossas publicações. O Estadão é uma parceiro histórico da universidade. A USP nasceu na redação do jornal”, afirma Marcia Blasques, chefe da Divisão de Mídias Online da Superintendência de Comunicação Social da instituição.

Ainda segundo ela, aumentar o alcance das notícias sobre a universidade é a principal missão do Jornal da USP. “Nosso papel é divulgar a produção da universidade, prestar contas à população sobre o que é produzido aqui.”

De acordo com o editor executivo de Conteúdos Digitais do Estado, Luís Fernando Bovo, o conteúdo oferecido pelo Jornal da USP está totalmente em linha com o que é produzido pela redação do Estado. “É uma maneira de aproximar a universidade do leitor comum, que hoje acompanha as notícias principalmente pelas redes sociais. Nesse sentido, a força do engajamento do Estadão vai ajudar muito.”

O Jornal da USP tem cinco grandes editorias: Institucional, Ciências, Cultura, Atualidades e Universidade. Em Ciências, são publicadas notícias sobre a produção científica de pesquisadores da instituição. “A pesquisa produzida na USP tem impacto em várias áreas da vida no País, por isso, a divulgação é imprescindível”, diz Marcia. 

Em Atualidades, são publicadas discussões de temas em evidência. “Especialistas da USP discutem esses temas de interesse público. Recentemente, tivemos discussões sobre o surto de febre amarela e sobre a crise carcerária no País.”

A editoria de Cultura trata de eventos culturais e artísticos da USP. Já a seção Institucional traz informações sobre a reitoria e setores administrativos. Em Universidade, matérias abordam o cotidiano dos câmpus, do vestibular a projetos de atendimento à comunidade.

Referência. Com mais de 94 mil alunos e 6 mil professores, a USP tem 11 câmpus pelo Estado. A instituição oferece 300 cursos e cerca de 11 mil vagas de graduação por ano em um dos processos seletivos mais concorridos do País. É a única instituição da América Latina no ranking mundial de reputação acadêmica da revista Times Higher Education (THE), referência em medição de qualidade do ensino superior. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.