‘Estado’ lança site de finanças para jovens

Especial multimídia aponta caminhos para saber quando gastar e como investir

O Estado de S.Paulo

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

Para acesso ilimitado: ou Assine

Você pode ler 5 matérias grátis no mês

Para acesso ilimitado: ou Assine

Restam 4 de 5 matérias gratuitas no mês

Para acesso ilimitado: ou Assine

Essa é sua última matéria grátis do mês

Para acesso ilimitado: ou Assine

Pode ser o dinheiro da mesada ou o contracheque do primeiro emprego. Saber quando gastar e como investir é fundamental para garantir o futuro financeiro de jovens e adolescentes. E evitar situações como a atual: 31,7% dos que têm entre 18 e 25 anos estão inadimplentes no País, segundo dados de junho do Serasa. É justamente para ajudar nesta tarefa que o Estado lança nesta quarta-feira, 1º, o especial multimídia Por Minha Conta

Torrou a mesada no Uber e não sabe o que fazer para pagar o cartão de crédito? Está começando um canal do YouTube e vai precisar virar microempreendedor individual (MEI)? Essas são apenas duas das reportagens do especial produzido pelos alunos do 8.º Curso Estado de Jornalismo Econômico, os Focas, como são chamados os trainees do Estado.

Conteúdo do especial multimídia foi desenvolvido pelos trainees do 'Estado' Foto: Arte/Estadão

O site foi pensado desde o início com a colaboração de 250 jovens, ouvidos em todo o País, além de pais, professores e especialistas em educação financeira. Vários deles participaram de um evento sobre o tema promovido na sede do Estado, em junho. 

O Por Minha Conta também contou com a ajuda de entidades como a Web para Todos, que trabalham em prol da inclusão digital. O site tem a acessibilidade como requisito: desde o menu - com possibilidade de aumentar o tamanho das letras e opção de alto-contraste, por exemplo - a vídeos com libras e audiodescrição. 

Além das reportagens, o especial inclui a série de podcasts Estudão, com temas de economia e educação financeira que podem cair no Enem. O Curso Estado de Jornalismo Econômico conta com a parceria da Escola de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV-SP) e com o patrocínio do Itaú. 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato