Esquerda dividida perde entidade estudantil no Chile

Pela primeira vez desde a restauração da democracia, há 13 anos, a Federação de Estudantes da Universidade do Chile, a principal do país, será presidida pela direita. O triunfo foi possível graças à dispersão de grupos de esquerda, que concorreram nas eleições estudantis em seis grupos separados. Nos últimos oito anos, a federação foi controlada pelos comunistas.O novo presidente da organização estudantil é o estudante de Engenharia Luis Felipe San Martin, cuja chapa obteve 31,63%. O segundo lugar ficou com um grupo de esquerda, que conseguiu 28 52% dos votos."Foi uma vitória histórica", disse o vencedor. Apenas durante a ditadura de Augusto Pinochet, cujos dirigentes eram designados, a direita presidiu a federação estudantil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.