Escolas públicas interditadas em PE terão aulas nas férias

O secretário estadual de Educação de Pernambuco, Danilo Cabral, assegurou nesta terça-feira, 24, que os 68 mil estudantes das 72 escolas da rede estadual interditadas nesta terça, 23, por risco de desabamento, não serão prejudicados no ano letivo. O secretário afirmou que será elaborado um novo calendário escolar para reposição das aulas, que deve incluir atividades nos finais de semana e até no período das férias.Segundo o secretário, o governo estuda a possibilidade de acomodar os estudantes e os professores em outros ambientes. ?A Federação das Indústrias colocou à disposição espaços no prédio do Serviço Nacional da Indústria (Senai). Também vamos entrar em contato com associações, igrejas e outras entidades para acomodar os alunos das escolas onde as intervenções vão passar de 30 dias?, disse.Das 72 escolas que serão reformadas de imediato, 22 estão localizadas na região metropolitana do Recife e o restante no interior do estado. Outras 275 unidades públicas de ensino de Pernambuco vão receber reparos, mas sem a necessidade de paralisar as aulas.As obras serão acompanhadas por uma comissão formada de representantes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco, do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura e da Comissão Parlamentar de Educação da Assembléia Legislativa.

Agencia Estado,

24 de abril de 2007 | 12h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.