Escolas públicas de SP cadastram crianças com até 7 anos

As escolas estaduais e municipais de São Paulo realizam até o dia 19 de setembro o cadastro para a matrícula das crianças que vão entrar na 1ª série do ensino fundamental e que estejam fora da rede pública. Devem ser cadastradas crianças com 7 anos - ou que vão completar no ano que vem - e que ainda não estejam na escola ou que passarão a estudar na rede pública. Para as que já estão na educação infantil (creches, CEIs e EMEIs), não é preciso fazer o cadastro.Crianças e adolescentes entre 8 e 18 anos que estão fora da escola também podem se candidatar a uma vaga no ensino fundamental. O cadastro pode ser feito em qualquer escola municipal ou estadual. Basta levar documento de identidade do aluno (RG ou certidão de nascimento) e comprovante de residência.Entretanto, o fato de fazer o cadastro em uma escola não quer dizer que a criança será matriculada naquela instituição. Por isso, a Secretaria Municipal de Educação aconselha mães a fazerem o cadastro em escolas próximas de suas casas.Por conta dessa confusão, muitas mães foram ontem ao Centro Educacional Unificado (CEU) Pêra Marmelo, em Pirituba, Zona Oeste, imaginando que seus filhos estudariam ali. O cadastro coincidiu com as matrículas que estavam sendo efetuadas no CEU, o que aumentou o número de mães em frente à escola, de manhã.A partir de 10 de novembro, serão divulgadas as relações de alunos inscritos e dos locais onde vão estudar. Os pais serão avisados por carta. A expectativa é que o 1º ano do ensino fundamental em 2004 tenha cerca de 150 mil alunos. Em 2003, foram matriculadas quase 147 mil, dos quais 34,5 mil não estudavam na rede pública em 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.