Escolas de São Paulo vão abrir nos fins de semana

A partir de agosto, as 6 mil escolas da rede estadual paulista estarão abertas também aos sábados, domingos e feriados, das 9 às 17 horas, oferecendo atividades culturais e esportivas, ligadas à qualificação para o trabalho e à saúde.Essa nova agenda, que pretende reunir alunos e suas famílias e reduzir os índices de violência entre jovens, é fruto de uma parceria entre a Secretaria da Educação, a Unesco (órgão das Nações Unidas para a Infância e a Juventude) e o Instituto Ayrton Senna. O governo investirá no programa, em um semestre, R$ 60 milhões."A violência cresce exatamente nos fins de semana e feriados. Hoje, temos cerca de 600 escolas sendo abertas e os índices melhoraram bastante. Vamos levar esse programa para todos os 645 municípios de São Paulo", disse o governador Geraldo Alckmin, após assinatura do protocolo de intenções, na Escola Estadual Tarcísio Álvares Lobo, no Bairro do Limão, zona norte. "Escola aberta significa menos pichação, menos agressão, mais afeto, ternura, competência", disse o secretário da Educação, Gabriel Chalita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.