Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Escola onde estudante foi morto no Paraná por colega é desocupada

Colégio Estadual Santa Felicidade, em Curitiba, começou a ser esvaziada algumas horas depois de o corpo de Lucas Mota, de 16 anos, ter sido encontrado

Julio Cesar Lima, Especial para o Estado

25 de outubro de 2016 | 11h58

CURITIBA - Um dia após a morte do estudante Lucas Mota, de 16 anos, que foi encontrado dentro do Colégio Estadual Santa Felicidade, em Curitiba, ninguém da diretoria falou com a imprensa. A escola começou a ser desocupada algumas horas depois de o corpo de Lucas ter sido encontrado e deve ser normalizada nos próximos dias. 

Já a reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi ocupada durante a noite desta segunda-feira, 24, por cerca de 200 estudantes.

Segundo o Movimento Ocupa Paraná, são 850 colégios e 11 universidades ocupados, enquanto o governo do Estado informa que são 792 colégios ocupados, contando os 36 que já foram desocupados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.