Escola nos EUA enganava imigrantes hispânicos

A Califórnia se juntou a outros Estados em ação contra uma escola particular que ensinava a estudantes imigrantes uma série de dados e fatos históricos incorretos, como outra data para a Segunda Guerra Mundial. Os donos do estabelecimento de ensino afirmam formar 1.500 pessoas a cada dez semanas.A escola, que cobrava entre U$ 450 e U$1.450 dos imigrantes hispânicos por dez semanas de curso, dizia que as aulas valiam para a aquisição do diploma e os ajudaria a chegar à faculdade, o que facilitaria na hora de conseguir melhores trabalhos. Mas o certificado concedido não era reconhecido como diploma de ensino médio.O órgão de proteção ao consumidor da Califórnia moveu ação para bloquear os bens da escola e garantir o ressarcimento aos alunos. Os donos podem ser obrigados a pagar até US$ 32 milhões.Nas aulas, os estudantes "aprendiam" que os Estados Unidos têm 53 Estados. A bandeira ainda não tinha sido atualizada para adicionar os últimos três ? Havaí, Alasca e Porto Rico. A Segunda Guerra Mundial começava em 1938 e terminava em 1942, diziam as apostilas.O diretor, Daniel Gossai, disse ser professor e ter dois doutorados. Ele lecionava na universidade de Victor Valley, em 1970, mas foi afastado por conduta imoral.

Agencia Estado,

11 de agosto de 2004 | 14h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.