Escola de Altos Estudos prorroga prazo para envio de projetos

A Escola de Altos Estudos vai selecionar dez projetos este ano. Eles receberão R$ 150 mil da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) para trazer professores estrangeiros de alto nível ao País e, assim, qualificar seus programas de pós-graduação. Os cursos de pós-graduação poderão apresentar projetos à Escola de Altos Estudos durante todo o ano. É o que determina o Edital nº 23/06 da Capes, publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira, 2. O documento modifica as regras anteriores, que estabeleciam o prazo para a inscrição de programas em 1º de outubro.Segundo o coordenador-geral de Cooperação Internacional da Capes, Leonardo Rosa, a mudança foi feita porque as propostas exigem uma série de medidas que podem se mostrar demoradas. ?As propostas devem ser aprovadas no âmbito interno da instituição que oferecerá o curso, e devem conter uma carta de aceitação do professor estrangeiro que virá ao Brasil?, explica, segundo nota distribuída pelo MEC.Outra alteração prevista no edital refere-se aos cursos de pós-graduação que podem concorrer ao programa. O novo texto determina que, "preferencialmente", os cursos com conceito cinco, seis ou sete nas avaliações feitas pela Capes podem enviar projetos. A regra anterior delimitava a participação só de cursos com notas entre cinco e sete. Rosa diz que cursos com avaliações três ou quatro também podem apresentar bons projetos.Os projetos devem indicar o nome e o currículo do professor estrangeiro a ser convidado, a justificativa do convite, carta do professor demonstrando interesse e características do curso que será ministrado. As propostas devem ser enviadas para o endereço eletrônico altosestudos@capes.gov.br ou pelos Correios para a Capes: Esplanada dos Ministérios, Bloco L, anexo 1, sala 205 - CEP 70047-900, Brasília (DF). As propostas aprovadas podem ser ampliadas para outros cursos de pós-graduação. O coordenador de Cooperação Internacional da Capes diz que as aulas dos professores estrangeiros serão veiculadas na internet.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2006 | 18h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.