2º lugar no Enem, escola do CE faz diagnóstico individual dos alunos

Metodologia do Ari de Sá já foi exportada para outras 560 escolas; colégio também aplica 12 simulados por ano

Carmen Pompeu, Especial para O Estado

04 Outubro 2016 | 22h47

FORTALEZA - As escolas cearenses Ari de Sá e Farias Brito estão entre as melhores notas nas médias das provas objetivas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgadas nesta terça-feira, 4. Os diretores das duas instituições, Ari de Sá Neto e Tales de Sá Cavalcante, creditam o bom desempenho a muito trabalho, uma excelente equipe de professores e a uma plataforma de ensino que alia conteúdo didático e tecnologia. 

As duas escolas contam com turmas especiais a partir do ensino médio. "Os alunos fazem durante o ano 12 simulados do Enem, com modelo TRI (Teoria de Resposta ao Item) aos sábados e domingos, simulando exatamente a realidade da prova", explica Ari de Sá Neto, diretor do Sistema Ari de Sá.

O colégio não oferta tempo integral para os alunos que vão fazer o Enem e nem utiliza currículo diferenciado. Mas faz um diagnóstico individual e, a partir do levantamento, é traçado um plano de estudos para corrigir as deficiências de cada aluno. De acordo com Ari Neto, a metodologia, que leva o nome de Sistema Ari de Sá (SAS), é adotada por outras 560 escolas em todos os Estados brasileiros.

Além da assistência individualizada ao aluno, o colégio organiza as disciplinas com foco em Língua Portuguesa e Matemática. "Mas todas as áreas de conhecimento são trabalhadas com bastante ênfase", afirma Ari Neto.

O presidente do Grupo Farias Brito, Tales de Sá Cavalcante, diz que a escola trabalha com um Centro de Estímulo à Excelência, onde alunos que se destacam nos estudos vão se juntando a outros com rendimentos similares. "Isso faz com que esses alunos se sintam cada vez mais estimulados a estudar", argumenta Cavalcante.

Os melhores alunos são agrupados em turmas que participam de diversas olimpíadas de conhecimentos específicos, nas preparatórias para o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), que tem um dos vestibulares mais difíceis do Brasil. 

RANKING: Veja a lista das melhores escolas no Enem

Para essas turmas, é ofertado o sistema de tempo integral, com carga horária maior e simulados diferenciados. A receita cearense tem dado bons resultados. Tanto que o Ari de Sá e o Farias Brito, além do bom desempenho no Enem, são as escolas com alto índice de aprovação na faculdade de São José dos Campos. O Ari de Sá aprovou 19 alunos no último vestibular do ITA. O Farias Brito, 36.

O Ari de Sá é fruto da cisão do Colégio Farias Brito. No ano 2000, o engenheiro Oto de Sá Cavalcante, o mais velho dos irmãos que comandavam o Farias Brito, saiu da sociedade para abrir o Ari de Sá. Ficou com duas das então quatro escolas da rede Farias Brito. As outras duas ficaram com os irmãos Tales, Hilda e Dayse.

A aprovação em renomadas faculdades é usada como ferramenta de marketing pelas escolas cearenses. Estas espalham outdoors e cartazes com fotos dos seus aprovados na cidade. Os alunos tornam-se celebridades e ajudam a atrair novas matrículas.

Larissa Braga, de 18 anos, é da turma extensiva olímpica do Ari de Sá. Quer cursar Medicina e vai fazer o Enem este ano. Antes, ela estudava em uma escola menor, localizada no bairro onde mora, o Antônio Bezerra. Como obteve uma boa pontuação no Enem no ano passado e por pouco não conseguiu a nota necessária para o curso, ela conseguiu bolsa com desconto na mensalidade.

Aulas extras e o apoio psicológico dados aos alunos, segundo Larissa, são os diferenciais da nova escola. "As psicólogas nos ensinam técnicas de relaxamento e isso ajuda a não ficar tão nervosa na hora da prova", destaca. Uma outra diferença é a quantidade maior de simulados preparatórios. De acordo com a estudante, não é aplicado o regime integral de dois turnos. "Mas muitos alunos acabam ficando o dia todo, estudando na biblioteca. Sem falar que sempre tem aula extra e palestras", observa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.