Escola americana retira assuntos ´proibidos´ de debate

A diretoria de uma escola de ensino médio da Carolina do Sul decidiu retirar da lista de assuntos de um debate as questões do casamento entre pessoas do mesmo sexo, das células-tronco e do aborto, devido ao temor de que a discussão pudesse ferir as leis estaduais sobre educação sexual.Segundo a escola, a restrição é uma obediência a um ato estadual sobre educação e saúde, que proíbe discussões em classe sobre aborto e homossexualismo.Dois dos três tópicos proibidos haviam sido incluídos na lista original de oito assuntos que deveria ser discutida no debate e que foi aprovada na totalidade pelo diretor da escola, David Damm.A discussão foi agendada para que os alunos pudessem acompanhar os debates nacionais entre o presidente George W. Bush e seu rival democrata, o senador John Kerry.No entanto, um comunicado sobre o debate afirma que questões tais como educação, impostos, trabalho, a guerra no Iraque e o financiamento de ações sociais geridas por organizações religiosas poderiam ser discutidas, mas , "devido às leis da Carolina do Sul, não poderemos debater temas controversos como as células-tronco, aborto ou homossexualismo".Para o conselheiro-chefe do Departamento Estadual de Educação Dale Stuckey, a questão da pesquisa de células-tronco não é mencionada na lei. "Não há nada na lei estadual que proíba em geral discussão sobre qualquer tópico", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.