Erudição contou pontos na redação da Fuvest

Bem usada, citação pode ser indicador de alto nível cultural

Carolina Stanisci, Estadão.edu

24 de maio de 2010 | 23h34

A Fuvest divulgou este mês 53 redações que se destacaram no Vestibular 2010. Professores dos cursinhos Anglo, Objetivo e Etapa comentaram para o Estadão.edu duas delas, “A Estrela e a Poeira” e “Fatos e Simulação pela Imagem”. Identificaram várias citações eruditas que podem ter chamado a atenção da banca examinadora. “O pessoal lê essas redações e se apavora. Os candidatos fazem alusão à psicanálise, filosofia”, diz a professora do Objetivo Maria Aparecida Custódio.

 

 

Em “Fatos...”, o autor cita Freud e o linguista Ferdinand Saussure. “O texto revela que ele tem grau de maturidade alto”, afirma o professor Eduardo Antonio Lopes, do Anglo. Em “A Estrela...”, há referências ao Facebook, ao pensador Gilbert Durand e a Machado de Assis. Há problemas de coesão, mas, para alguns professores, a conclusão é brilhante. “Essas redações atendem perfeitamente aos nossos critérios”, diz Maria Thereza Rocco, diretora-executiva da Fuvest.

 

 

REDACÃO 1

Análise: “Falta de coesão e excesso de referências não prejudicaram texto; na conclusão, autor amarrou essas passagens de forma brilhante”

 

 

REDAÇÃO 2

Análise: “Essa redação está fora da curva. É de alguém mais velho, que já teve formação. Certamente, não é de um jovem de 17, 18 anos”

 

Mais conteúdo sobre:
USPFuvestredação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.