<!-- eprograma -->Música para aprender com o coração e a mente

A música é uma poderosa ferramenta quando direcionada à educação infantil. Pode estimular a coordenação motora, ajudar na alfabetização, desenvolver a autodisciplina e facilitar a convivência social das crianças. É o que assegura a educadora e musicista Teca Alencar de Brito, que acaba de lançar o livro Música na Educação Infantil (Editora Fundação Peirópolis), um registro de seus 30 anos de pesquisa sobre os benefícios da iniciação musical para os pequenos.Há mais de 15 anos, a educadora coordena o Teca-Oficina de Música, um centro de atividades musicais destinado a crianças e adolescentes. Diferentemente do modelo tradicional de ensino, que favorece a reprodução e prioriza a técnica, Teca aposta no aprendizado mais intuitivo. "O importante é perceber, sentir, experimentar, criar e refletir."O registro musical das animadas aulas da oficina está em quatro CDs: O Canto do Povo Daqui, Cantos de Vários Cantos, Nós que Fizemos e Música pra Todo Lado. Nessas gravações, a garotada canta clássicos da MPB ? de compositores como Dorival Caymmi e Antonio Carlos Jobim ? além de canções do folclore brasileiro, cantigas e até rap e pop nacionais."Todas as músicas da música"Com base nas experiências colhidas nas aulas, ela cita outros benefícios que a música pode proporcionar. "As crianças tímidas, aos poucos, conseguem se soltar, expressando seu modo de ser e adquirindo segurança para se colocarem de uma maneira mais aberta", acredita. Aquelas que precisam ter limites são, segundo ela, estimuladas a respeitar o outro por meio das atividades grupais.Teca costuma dizer que trabalha com "todas as músicas da música", ou seja, explora toda a diversidade que este tipo de arte permite. "É importante desenvolver na criança e no jovem a capacidade de reconhecer uma forma de expressão de modos povos e culturas diferentes", fala. "Escutar música contribui para superar preconceitos e, quanto menores as crianças, mais abertas elas estão para aceitar e respeitar a diversidade."Fonte afetiva valiosaNo leque de atividades que propõe para seus alunos, está a criação de instrumentos musicais com o aproveitamento de sucatas. "Dessa maneira, elas entendem, na prática, questões ligadas à acústica, à produção dos sons, ao mecanismo e funcionamento dos instrumentos", justifica. "Quando fazem um chocalho, por exemplo, e decidem se querem colocar grãos de milho, pedrinhas ou feijão em seu interior, começam a entender o que é o timbre."A música é vista pela educadora como uma fonte afetiva valiosa, que deve ser explorada pelas famílias. "Deve-se cantar para o bebê, seja em casa ou na creche, como também em todos os estágios da vida", sugere. "É importante que isso aconteça num contexto de carinho, de amor, trazendo segurança e apoio, o que remete ao estágio de vida intra-uterina."*** Teca-Oficina de Música: Rua Capote Valente, 423, Pinheiros, São Paulo - 11-3064-2853/2944

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.