Entidade oferece 280 bolsas de estudo em países em desenvolvimento

Pesquisas poderão ser feitas em seis países: Brasil, China, Índia, Malásia, México e Paquistão

Estadão.edu

31 de maio de 2010 | 16h03

A Academia de Ciências para o Mundo em Desenvolvimento (TWAS) está recebendo inscrições para mais de 280 bolsas de estudo. Podem se candidatar pesquisadores que desejam cursar o doutorado ou o pós-doutorado fora de seus países ou realizar pesquisa avançada em nações em desenvolvimento. Também há vagas para que pesquisadores seniores façam visitas de curta duração à China e à Malásia.

 

Os países participantes do programa são Brasil, China, Índia, Malásia, México e Paquistão. As bolsas são oferecidas em cooperação com agências e órgãos nacionais de Ciência e Tecnologia, universidades e centros de pesquisa.

 

Os pesquisadores não podem se candidatar para bolsas oferecidas em seus países de origem - um brasileiro, por exemplo, será considerado inelegível se pleitear uma bolsa em instituições brasileiras.

 

Também serão desconsiderados os candidatos que já  moram no país onde querem estudar. Cada bolsa requer uma idade limite e tem critérios de elegibilidade próprios.

 

Os programas de pós-graduação contemplados podem ser encontrados neste site (em inglês).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.