DIvulgação/USP
DIvulgação/USP

Entenda como funciona o Enem Digital em 2021

Exame online será aplicado em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 para cerca de 100 mil inscritos

Alex Gomes, O Estado de S.Paulo

11 de janeiro de 2021 | 07h00

Esta edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) reserva uma novidade: pela primeira vez haverá uma edição digital da prova. É o piloto de uma proposta que prevê que até 2026 o exame seja totalmente online. Anunciado em 2019, o Enem Digital será aplicado em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 para cerca de 100 mil inscritos. O número foi estipulado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela avaliação. 

O Enem Digital 2020 será aplicado em 99 cidades. A realização se dará em lugares e computadores definidos pelo Inep, com a mesma estrutura do Enem impresso: 180 questões e a Redação. As perguntas e o tema da dissertação serão diferentes, já que as provas serão aplicadas em datas distintas.

No futuro, há a expectativa de usar recursos multimídia como vídeos ou games e de poder aplicar o Enem ao longo do ano, por agendamento, no País todo. Segundo o Ministério da Educação (MEC), a adoção do exame digital ainda trará economia, por dispensar a impressão de papel. Somente em 2019, foram impressas cerca de 10 milhões de provas. Os custos da aplicação, de acordo com a pasta, superaram os R$ 500 milhões.

Apesar das vantagens aparentes, os especialistas se preocupam com possíveis desafios que o meio pode oferecer a candidatos sem a devida familiaridade com a realização de testes virtuais. Ao optar pela prova digital sem o conhecimento sobre as características do processo, talvez um candidato possa ter feito uma escolha que o prejudicou.

“O aluno pode acreditar que pode fazer uma prova digital por estar familiarizado com computadores e celulares. Isso é um erro. Há particularidades como o posicionamento dos itens na prova, o processo de leitura e análise de textos em uma tela, que é diferente de se ver no papel, ou mesmo a impossibilidade de usar o caderno de questões para anotações e cálculos na mesma área da questão, algo comum em provas de Matemática”, diz Ocimar Alavarse, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP).

 O Enem Digital 2020 é opcional?

Sim. Cerca de 100 mil inscritos optaram por fazer o exame online no momento da inscrição. 

Quando ocorrerá o Enem Digital?

Em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021.

Em que horário serão aplicadas as provas?

A aplicação do exame online terá início às 13h30 e término às 19h no primeiro dia das provas e término às 18h30 no segundo dia.

Qual a estrutura das provas?

O exame será constituído por quatro provas objetivas e uma redação em língua portuguesa. Cada prova objetiva terá 45 questões de múltipla escolha. A prova de redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção do Enem tradicional.

Qual o sistema do exame online?

Os estudantes farão a prova em sistema próprio, nos computadores dos locais de aplicação selecionados pelo Inep, e receberão folhas de rascunho nos dois dias de prova.

É possível fazer a prova digital em casa?

Não. O exame será aplicado em locais definidos pelo Inep. O participante deverá comparecer ao local de prova determinado para realizar o exame. Não será possível fazer a prova em um computador particular.

Como será feita a correção das provas?

Serão corrigidas as respostas efetivamente marcadas e confirmadas no sistema e as redações transcritas para a Folha de Redação. 

Como será a divulgação dos resultados?

Os estudantes poderão acessar os gabaritos das provas objetivas no portal do Inep até o terceiro dia útil após a realização das últimas provas.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.