Enem será aplicado em 140 unidades prisionais

Jovens e adultos que cumprem sentenças judiciais em seis Estados e no Distrito Federal também farão, este ano, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As 140 instituições que manifestaram interesse no exame e abrigam esses estudantes, dentre elas 49 da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) de São Paulo, receberão nos próximos dias, pelos Correios, o termo de compromisso para aplicação das provas em unidades prisionais.O documento deve ser assinado e devolvido ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC) para que seja oficializada a aplicação. ?O termo de compromisso, assinado somente pelo diretor da unidade prisional, foi criado para garantir a segurança da equipe que aplicará as provas?, disse o coordenador nacional do Enem, Dorivan Ferreira.O interesse pelo Enem cresce a cada ano nas unidades penitenciárias. Em 2002, primeiro ano em que a prova foi aplicada nas prisões, cinco estabelecimentos participaram. Em 2003 foram nove; em 2004, 50; no ano passado, 91. Ainda em 2005, dois sentenciados que cumprem pena em regime aberto no Paraná e no Distrito Federal obtiveram bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) graças às notas obtidas no exame.O Enem deste ano será realizado no dia 27 de agosto.

Agencia Estado,

09 de junho de 2006 | 16h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.