Enem será aplicado em 140 unidades prisionais

Jovens e adultos que cumprem sentenças judiciais em seis Estados e no Distrito Federal também farão, este ano, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As 140 instituições que manifestaram interesse no exame e abrigam esses estudantes, dentre elas 49 da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) de São Paulo, receberão nos próximos dias, pelos Correios, o termo de compromisso para aplicação das provas em unidades prisionais.O documento deve ser assinado e devolvido ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC) para que seja oficializada a aplicação. ?O termo de compromisso, assinado somente pelo diretor da unidade prisional, foi criado para garantir a segurança da equipe que aplicará as provas?, disse o coordenador nacional do Enem, Dorivan Ferreira.O interesse pelo Enem cresce a cada ano nas unidades penitenciárias. Em 2002, primeiro ano em que a prova foi aplicada nas prisões, cinco estabelecimentos participaram. Em 2003 foram nove; em 2004, 50; no ano passado, 91. Ainda em 2005, dois sentenciados que cumprem pena em regime aberto no Paraná e no Distrito Federal obtiveram bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni) graças às notas obtidas no exame.O Enem deste ano será realizado no dia 27 de agosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.