Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Enem já tem 200 mil inscritos

A expectativa do Ministério da Educação é de que 7,5 milhões de pessoas se inscrevam para as provas

Lígia Formenti, O Estado de S.Paulo

07 Maio 2018 | 15h30

BRASÍLIA - Quase 200 mil pessoas já se inscreveram para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) de 2018, uma média de  mil inscritos por minuto. "Os números demonstram  a importância do exame", afirmou o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva. A expectativa do Ministério da Educação é de que 7,5 milhões de pessoas se inscrevam para as provas, marcadas para os dias 4 e 11 de novembro deste ano. 

As inscrições tiveram início às 10 horas desta segunda-feira, 7. O prazo vai até 23h59 do dia 18 de maio. A taxa de inscrição, no valor de R$ 82 poderá ser paga até o dia 23 de maio.

++ Inscrições para o Enem começam nesta segunda-feira

Neste ano, das 3.818.663 que solicitaram isenção para o pagamento da taxa, 3.318.149 tiveram os pedidos aprovados. Dos 500.513 que tiveram o pedido negado, 35.437 entraram com recursos. Desse grupo, 26.339 tiveram o pedido aceito e a isenção, garantida. 

Um dos motivos  que levaram à recusa da isenção foi a ausência injustificada do candidato na prova do ano passado. A regra, que está em seu primeiro ano de implantação, tem como objetivo reduzir o absenteísmo entre os candidatos que têm direito a isenção no pagamento da taxa de inscrição. No ano passado, o Enem  recebeu 6,5 milhões de inscritos. Faltaram nas provas do ano passado 2 milhões de candidatos, dos quais 1,6 milhão não  pagaram taxa de inscrição. 

"Não se trata de perda de um direito ou de um esforço para fazer economia. Queremos garantir a seriedade do gasto público. Quem tem direito tem de ter responsabilidade ", afirmou a presidente do Inep, Maria Inês Fini.

++ Lista de obras para a Fuvest 2019 tem mudanças em relação ao ano passado

Das 208.588 pessoas que tentaram justificar a ausência, 8.486 apresentaram comprovantes e 4.345 foram aprovadas. Parte dos que tiveram pedido negado ingressou com recurso. Desse grupo, 1.357 pessoas conseguiram isenção. Quem não conseguiu a isenção terá de pagar a inscrição. 

O ministro da Educação afirmou que reuniões com a Polícia Federal foram realizadas para acertar os detalhes da segurança das provas. Uma das principais preocupações é melhorar a detecção do ponto eletrônico, usado por fraudadores para obter as respostas das questões. 

A solicitação de atendimento do nome social do candidato poderá ser feita entre 28 de maio a 3 de junho.  A divulgação do local da prova será feita em outubro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.