Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

Enem: aluna nota mil na Redação dá dicas sobre treino e controle de tempo na prova

Controle de tempo, treino e adquirir repertório para a prova estão entre as dicas de jovem mineira para ir bem na prova

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2022 | 10h12

Quando a divulgação das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi antecipada nesta semana, a comemoração para a estudante Emanuelle Boucinhas, de 20 anos, começou mais cedo: ela tirou nota mil na Redação. O tema do texto na última edição da prova federal foi: Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil. O teste é a maior porta de acesso para universidades públicas do Brasil. 

A jovem está interessada em cursar Medicina e é aluna do curso preparatório Bernoulli, de Belo Horizonte. Ela conta que a preparação envolve desenvolver repertório e treino sobre como escrever o tempo no tempo estipulado.  Veja algumas dicas da estudante para ir bem na Redação e também nas outras disciplinas:

Escrever com frequência

"Redação não é uma matéria que tinha muita facilidade, mas sabia da importância da nota para o vestibular. O que me ajudou a conseguir o resultado foi escrever com frequência. Fiz, em média, dois textos por semana", afirma Emanuelle. "E penso que a correção é primordial para ver o que errou. Mais importante do que fazer é corrigir com qualidade".

Controle de tempo

"Além disso, é importange ter controle do tempo, que é uma das principais coisas que podem nos prejudicar no Enem. Cronometrar, ver quanto tempo você está gastando. Uma média boa seria de 1h30", conta a jovem. No caso das provas objetivas (Língua Portuguesa, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas), ela diz que conhecer o estilo de prova do Enem ajuda muito. "Começo a leitura pelo enunciado porque me direcionava e poupava tempo. Já conseguia buscar no texto as informações necessárias, não ficava me perdendo. E também, no caso de Linguagens, Matemática e Ciências da Batureza, olhar a fonte sempre. Às vezes, você está meio perdido e a fonte vai ajudar a resolver a questão", acrescenta. 

Repertório

Segundo ela, ter repertório amplo também é importante, uma vez que a prova pode cobrar vários campos do conhecimento. "Construí esse caderno em que separava por eixos temáticos de saúde, educação, economia, família, e colocava, em cada um desses tópicos, repertórios que poderia usar, como filósofos, livros, citações, documentários, músicas. Foi muito bom para revisar quando estivesse chegando a prova. Independentemente do tema que cai no Enem, você fica preparado para escrever", sugere. 

Foco nas dificuldades

Para as provas objetivas, fazer muitas questões e simulados é fundamental, diz a vestibulanda. "Estudar as matérias com qualidade, não negligenciar o conteúdo, mas, claro, focando em suas dificuldades; dando enfase no conteúdo que você não domina tanto", afirma. "Uma coisa que me ajudou no dia da prova foi marcar as questões que tinha certeza direto no gabarito. Deixar para preencher no final pode não ser a melhor estratégia."

 

Tudo o que sabemos sobre:
Ministério da Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.