GABRIELA BILÓ|ESTADÃO
GABRIELA BILÓ|ESTADÃO

Enem 2018 tem menor número de ausentes

Segundo o Inep, número de candidatos que não apareceram para o exame é o mais baixo desde 2016

Isabela Giantomaso, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

11 Novembro 2018 | 22h21

SÃO PAULO -  Com 5,5 milhões de inscritos, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 registrou o menor número de ausentes nos dois dias de prova desde 2016, segundo o Ministério da Educação (MEC). Em 4 de novembro, primeiro dia da prova, 24,9% dos alunos não se apresentaram para o exame, 4,9 pontos porcentuais a menos do que o ano passado. No segundo dia, 29,2% dos candidatos faltaram, 2,8 pontos porcentuais a menos.

De acordo com o ministro da Educação, Rossieli Soares, maior número de ausências no segundo dia já é esperado por conta de eventuais problemas de logística dos alunos ou de desistências. “Historicamente a ausência no segundo dia sempre é maior, pois há alunos que acabam desanimando por algum acontecido do primeiro dia.” 

Em São Paulo, o total de participantes que não se apresentaram nos locais de prova foi maior que a média nacional: 26,7% e 32,4%, respectivamente. O Estado teve 937 mil alunos cadastrados no exame.

Segundo o MEC, nenhuma ocorrência que tenha impedido a execução das provas foi registrada neste domingo. Diferentemente dos outros anos, não haverá a reaplicação do exame. 

Eliminações. Neste segundo dia, 64 pessoas foram eliminadas do Enem por descumprimento de regras gerais do edital, o que inclui ausência da sala antes do horário permitido e utilização de material impresso. Além disso, um inscrito se recusou a fazer a coleta de dados biométricos e um aluno foi retirado do exame após passar pela revista no detector de metais. 

Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Inês Fini ressaltou o lançamento da página de registros de ocorrências, recurso inédito na realização do Enem. No portal do participante, no site do Inep, alunos poderão avisar a partir da segunda-feira, dia 12, sobre problemas durante a prova que possam ter afetado no resultado. 

No Rio de Janeiro, participantes reclamaram sobre o fechamento de portões um minuto antes do horário programado, o que, segundo Maria Inês, não ocorreu, mas poderá ser registrado no portal para apuração do Inep. “Alguns alunos ficaram de fora por um minuto e por segundos, mas os portões fecharam exatamente no horário de Brasília (às 13 horas).”

Atendimentos médicos. Segundo o Inep, 88 ocorrências médicas foram registradas neste domingo nos locais de prova. Sobre isso, o Soares agradeceu ao governo do Rio de Janeiro pelo apoio mesmo com o desabamento grave em Niterói. “Tivemos uma tragédia e os Bombeiros se desdobraram atendendo ao lamentável ocorrido, mas também mantendo o apoio ao Enem, conseguindo ajudar em ambas as frentes.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.