Enade teve menor índice de abstenção dos últimos quatro anos

Alunos dos cursos de Tecnologia em Construção de Edifícios foram os que mais faltaram; 34% ausentes

Agência Brasil

11 de novembro de 2008 | 17h54

Dos 560 mil estudantes convocados para participar no domingo, 9, do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), 13,2% não compareceram aos locais de prova. O índice de abstenção é o menor registrado desde 2004, quando o exame foi criado. Naquele ano, 90% dos alunos foram examinados. O Enade é obrigatório e quem não faz a prova fica sem diploma no final do curso.   Veja também:  Enade transcorre sem incidentes; confira gabaritos   Entre as 30 áreas avaliadas, Pedagogia foi o curso que apresentou menor abstenção, com 11% de alunos ausentes. Já os alunos dos cursos de Tecnologia em Construção de Edifícios foram os que mais faltaram - 34%.   Nas edições anteriores, o Ministério da Educação criou uma comissão para avaliar as justificativas de falta dos estudantes, apesar de não haver nenhuma obrigação legal para isso. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova, ainda não há previsão para que a comissão seja instalada este ano.   Quem faltou à prova precisa esperar até a edição de 2009 do Enade para regularizar sua situação e retirar o diploma. O boletim de desempenho dos participantes do Enade 2008 serão divulgados somente em julho do ano que vem. O gabarito das provas está disponível na página do Inep.

Tudo o que sabemos sobre:
enadeeducação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.