Empresário paga passagem de estudantes para evento da ONU

Universitários escolhidos pela ONU para ir à Malásia recebem R$ 10 mil

Carolina Stanisci, Especial para o Estadão.edu

30 de julho de 2010 | 16h47

Penalizado com a situação de dois estudantes escolhidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) para participar de uma conferência da instituição em agosto, na Malásia, o presidente do Instituto Norberto Bobbio, Raymundo Magliano Filho, decidiu pagar do próprio bolso o preço da passagem para os dois. Magliano Filho doou R$ 5 mil para cada um depois de ler reportagem publicada ontem no Estado.

 

Os alunos de Ciências Sociais da USP Juliana Moura Bueno, de 20 anos, e de Relações Internacionais da PUC-RJ João Pedro Lacerda de Sá Teles, de 21, foram selecionados entre centenas de jovens para integrar o comitê do Global Model United Nations, em Kuala Lumpur, em 14 de agosto. Instruídos a buscar patrocínio, eles procuraram mais de 50 instituições brasileiras, públicas e privadas, sem conseguir a ajuda. “É bom dar condições para esses moços chegarem lá”, disse Magliano Filho. “Estou tão feliz, nem sei como agradecer”, afirmou Juliana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.