FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Em protesto, alunos ocupam reitoria da UFF

Grupo reivindica pagamento de terceirizados, suspensão do calendário, abertura de bandejão e acerto das bolsas de monitoria

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

27 Maio 2015 | 21h06

RIO - Alunos da Universidade Federal Fluminense (UFF) ocupam a reitoria da instituição, em Icaraí, bairro de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, desde o meio-dia desta quarta-feira, 27. Pelas redes sociais, os alunos divulgaram uma carta com cinco reivindicações. 

Conforme a nota, os alunos querem negociar com o reitor da UFF, Sidney Mello, que o calendário acadêmico seja suspenso, "garantindo a legitimidade da greve dos estudantes, servidores e professores". Também pedem que a reitoria se reúna com os trabalhadores terceirizados para regularização dos seus salários.

Os alunos reivindicam ainda a abertura do bandejão do câmpus da Praia Vermelha, o pagamento imediato das bolsas de monitoria atrasadas e uma reunião de negociação da reitoria com os três setores em greve.

Mais conteúdo sobre:
Rio de JaneiroUFF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.