Elogios às provas de Geografia e Biologia na 2a fase da Fuvest

Depois do susto, um alento. As provas de hoje da segunda fase da Fuvest ? Geografia e Biologia ? foram elogiadas por alunos e professores, principalmente pelos assuntos básicos e de conhecimento geral. ?Fiquei até surpresa, esperava temas como transgênicos ou Sars, mas só perguntaram sobre o que a gente aprendeu em sala de aula?, disse a vestibulanda Fernanda Magalhães, de 18 anos. Os comentários foram opostos aos que se referiam aos difíceis exames de química e história, ontem.?Foi a melhor prova de biologia da Fuvest dos últimos dez anos?, disse o professor da disciplina no Objetivo Marcelo Alex Leal. Segundo ele, foi questionado apenas o que é importante e fundamental. Havia questões sobre circulação sangüínea e doenças comuns no País, com esquistossomose e malária. A maioria das questões de geografia abordou temas atuais, como Movimento dos Sem-Terra (MST) e Palestina. ?O aluno tinha condições de responder a todas as questões?, disse a professora do Objetivo Vera Lúcia da Costa Antunes. As provas de ontem foram realizadas por 17.336 vestibulandos. A abstenção foi de 5%. A segunda fase termina amanhã.AtrasoNa Escola Politécnica, um candidato chamou a polícia, mas não conseguiu fazer o exame. Cláudio Lacerda, vestibulando de Ciências Contábeis, disse que chegou ao local três minutos antes do horário limite e encontrou os portões fechados. A reportagem do Estado, que estava no local, também constatou que a porta foi fechada pouco antes das 13 horas. A Fuvest, porém, afirmou que o fechamento ocorreu às 13h07 e que os candidatos são aconselhados a chegar meia hora antes, justamente para evitar problemas como esse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.