Einstein abre sua universidade corporativa

A Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein (Sbhibae) lançou nesta segunda-feira, com aula magna do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a primeira universidade corporativa do segmento hospitalar no País. Estão previstos R$ 9 milhões em investimentos na Uisae, Universidade Israelita da Saúde Albert Einstein, neste ano.Concebida a partir de uma parceria do Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein com a área de recursos humanos da entidade, a iniciativa reúne todas as ações de treinamento, educação e difusão de inovação científica do Einstein, com cursos dirigidos a funcionários, clientes fornecedores e ao público em geral, em um espaço reservado, no conglomerado hospitalar, no bairro Morumbi, em São Paulo.A nova Universidade oferece várias modalidades de ensino: cursos virtuais, presenciais e mistos; canal educativo via TV e web; biblioteca com mais de 2 mil periódicos online; videoconferências e multimídia.De acordo com a entidade, em 2003, foram atendidos 492 alunos em educação técnica e superior, 12.012 participantes em treinamentos institucionais, 9.726 participantes em eventos científicos e treinamentos em saúde, 742 médicos no programa de educação médica continuada, 1.807 participantes no Espaço Saúde, 783 visitas ao Hospital e estágios, 578 bolsas de estudo para eventos científicos e cursos regulares.Falando a uma centena de médicos, em hebraico e português, o presidente da Sbhibae, Claudio Luiz Lottenberg, destacou os valores básicos da nova Universidade: saúde, educação, boas ações e justiça social, e lembrou palavras do próprio Albert Einstein: "A vida se faz com exemplos. Que o nosso sirva de estímulo para que outros façam o mesmo". Fernando Henrique Cardoso salientou a importância de cursos inovadores na sociedade.

Agencia Estado,

15 de março de 2004 | 22h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.